quinta-feira, agosto 18, 2011

Lugares e Lugares



Desta vez demorei muito a escrever, não é mesmo? Não foi porque não tivesse o que dizer, mas é que o ritmo da vida está frenético. Não sei se você sabe, mas, no mês de setembro, realizamos na minha igreja, Batista Filadélfia de Taguatinga, um evento para aproximadamente três mil mulheres. Ajudo na organização. Então você deve imaginar como está tumultuada a vida, não é mesmo? Aproveito para convidar você a estar lá. Dias 6 e 7 de setembro. Para saber mais, entre no site ibftonline.com.

Mesmo em meio a tanto trabalho, uma coisa que faço questão de manter é minha vida devocional. Aliás, quanto mais se intensificam as lutas, mais me aquieto no lugar secreto, mais cresço. Estou aprendendo muito com a experiência de Jó. Satanás tentou aprontar com ele. Pretendia vê-lo murmurar, negar a Deus, retroceder. Mal sabia ele que estava ajudando e não atrapalhando, que tudo contribuiria para o bem.

Durante muito tempo me chateei muito com essa história – preciso confessar isso. Eu achava injusto Deus ter permitido que Jó passasse por provas tão duras. Poxa vida, não foi o próprio Deus que disse que ele era um homem justo e temente a Ele? Pois é. Como o Senhor sabe que eu amo saber sobre Ele, mandou a minha resposta. Aprendi que Ele jamais permitirá que eu me mantenha no mesmo nível, que eu estacione. Fará o necessário para me promover. Como assim, Keila? É isso mesmo. Quando começar uma grande luta na sua vida, celebre. Coisas novas e grandes estão por vir.

Satanás pensava estar arrebentando com a vida de Jó, mas o resultado almejado já estava no coração de Deus há muito. Tudo o que Ele queria era uma mudança de nível: de alguém que conhece o Senhor de ouvir falar para alguém que O via com os olhos: Eu te conhecia só de ouvir falar, mas agora os meus olhos te vêem (Jó 42.5).

Eu decidi acreditar em absolutamente tudo o que a Bíblia diz, não importa se parece loucura, não importa se parece exagero, não importa... A Bíblia disse? Eu acredito e ponto final.

Uma das coisas que aprendi recentemente é que, embora a ela afirme categoricamente que Deus está em todo lugar – e isso é a pura verdade –, há lugares e lugares. Como assim? Existem lugares onde Sua presença se faz sentir de uma forma especial. Repito: embora Deus esteja em todo lugar, a Bíblia fala que Ele escolheu lugares especiais para se encontrar com as pessoas.

Lá em Êxodo, embora o Senhor se manifestasse ao povo numa coluna de nuvem e em fogo durante à noite, Ele mandou Moisés construir um lugar específico para que se encontrassem. Esse lugar se chamava tenda do testemunho. Era ali que conversava com Arão, com Moisés, ali Ele era achado, não que não estivesse em todo lugar.

Jacó viveu uma experiência interessante também. Dormiu certa noite e sonhou com uma escada por onde anjos subiam e desciam. Temeroso ele disse que aquele lugar era a porta do céu. A Bíblia está repleta de relatos assim, de lugares onde a presença de Deus era mais sensível.

Você já esteve em algum lugar assim? Se não esteve, quero indicar um. Quer saber onde é mais fácil sentir a presença de Deus hoje? Na i-g-r-e-j-a. Que descoberta maravilhosa! É isso aí. A igreja é o melhor lugar para se sentir a presença de Deus. Depois que entendi isso, minha relação com a igreja mudou, sabia? Chego lá com outras expectativas. Pois, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles (Mt 18.20).

Pense nisso. Vá à igreja!

Beijo.

quarta-feira, agosto 03, 2011

Que Coragem!

Ontem pela manhã, enquanto levava meus filhos à casa da tia Adriana para pegarem a carona até a escola, pedi que orassem. O Víctor fez uma linda oração pedindo proteção, pedindo a bênção do Senhor sobre o seu dia, mas terminou dizendo apenas amém. Eu disse a ele que precisamos falar: em nome de Jesus, porque nossa oração tem outro peso quando falamos no nome dEle; é a garantia de que seremos ouvidos.

Lembro-me de um caso interessante que assisti no Fantástico há muito tempo atrás. Um homem precisava de alguma coisa de um órgão público, mas não conseguia obtê-la - se não me engano, era um processo de aposentadoria. Então ele inventou um tal Dr. Fulano (não me lembro do nome) e começou a ligar para os órgãos falando que estava recomendado por esse doutor. Ninguém conhecia esse doutor também, mas o fato de ele falar que a ordem vinha de alguém, mesmo que desconhecido, fez o processo andar e o assunto virar manchete.

Fiquei pensando depois que falei com o Toquinho na "coragem" de Jesus. Eu não gosto muito de que falem em meu nome, não gosto que me liguem para recomendar pessoas a não ser que sejam chegadas, não dou meu nome para avalizar os outros, tento preservar meu nome ao máximo. Jamais diria a um criminoso: use o meu nome que eu assino embaixo. Mas Jesus fez isso. Ele disse: : Tudo o que pedirem em meu nome eu farei. Não é muita "coragem"? É muito amor por mim.

Um bom nome abre portas. Prove para os outros que você tem um relacionamento com a Presidente da República e você verá muits ports se abrindo simplesmente por causa dela. E quem é ela diante do Rei dos reis? O nome de Jesus é sobre todo nome. E Ele nos deu o direito de usar esse nome. Pense no que esse nome não pode conseguir no céu!

A Bíblia diz que os anjos se entristeceram quando olharam para um livro selado e não encontraram ninguém digno de abri-lo até que chegou Ele, o único digno. Quem? Jesus.

Que privilégio dispor de nome tão maravilhoso!

Ore nesse nome!

Um bom dia!

segunda-feira, agosto 01, 2011

Bem alto mesmo!

Embora poucas vezes tenhamos consciência desta verdade: somos seres espirituais. Muitas vezes não damos muita atenção ao nosso espírito. Quando foi a última vez que você recebeu um elogio por ser uma pessoa cheia de Deus? Mas não é preciso mais do que um minuto para alguém falar do nosso peso, do nosso cabelo, da nossa roupa. Por quê? Porque o exterior é mais visível.

Como diz o Pr. Myles Munroe, um dos piores inimigos da fé é a vista: Porque andamos por fé, e não por vista (II Co 5.7). A visão nos ilude, nos mostra a aparência do que é, mas não a realidade. O mundo espiritual é tão real quanto aquilo que eu vejo, tem leis às quais devo obedecer e a que, mesmo que não conheça, estou submetida. Gálatas 6.7 diz: Tudo o que o homem semar, isso também ceifará.


Quem vive com base nas leis desta terra deve esperar muito pouco: no máximo uns oitenta e poucos anos, algum dinheiro que depois ficará para pessoas que até brigarão por ele, muito trabalho, algumas alegrias... Na verdade, o que temos aqui é muitíssimo pouco quando se compara à nossa alma imortal que passará uma eternidade em algum outro lugar que está sendo preparado aqui e agora.


Existe algum segredo para ter tudo aqui e lá? Claro que sim. A terra não é o purgatório. Pode ser um lugar muito prazeroso, mas apenas se, e tão somente se vivermos como cidadãos do céu e não da terra. Como diz Paulo: Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens (I Co 15.19). Quem vive aqui com a mente lá no céu suporta coisas inimagináveis, não se abala por uma fofoquinha aqui e ali, por uma situação financeira apertada, por uma saúde frágil...


Chamou-me a atenção a história de certo homem chamado Estêvão. A Bíblia conta que ele foi acusado de coisas que não havia feito. Mas ele obedecia a um texto a que eu quero muito obedecer: Pensai nas coisas do alto, não nas que são aqui da terra (Cl 3.2). Quem pensa nas coisas do alto vive diferente, cria uma casca grossa e um coração tão mole, tão mole que o amor não consegue ficar lá dentro; flui por todos os poros.


Consta de sua história que, por causa das acusações mentirosas, resolveram matá-lo apedrejado. Ele tinha dois lugares para onde olhar enquanto isso ocorria. Confesso que ainda não cheguei à condição e ao preparo dos mártires. Estêvão poderia ter fitado seus acusadores com aquele olhar de: "Olha só o que vocês estão fazendo; vocês vão pagar por isso". Acho que eu faria isso. Muitas vezes já tive vontade de ouvir algumas pessoas falarem na minha cara o que sei que dizem pelas costas. Isso só prova o quão longe ainda estou de onde Deus me quer, mas não me acuso, não. Prossigo para o alvo. Estou melhorando. Como diz Prov. 4, a minha vereda está brilhando mais hoje. Já fui pior.


Enquanto era apedrejado, a Bíblia conta que Estêvão olhou para o céu e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do homem, em pé à destra de Deus (At 7.56). Ele olhava para o alto e não para a terra, por isso até mesmo perdoou aqueles que o mataram. Este é o segredo: olhar para as coisas do alto, pensar nas coisas do alto, viver com base no alto, assentar-se nos lugares celestiais em Cristo e reinar de lá sem esperar ser glorificado aqui, pois pode nos esperar uma cruz ou muitas pedras - tenho certeza de que você também tem recebido algumas, não é mesmo?


Pois é. Treinamento, treinamento, treinamento, esforço, esforço, esforço, clamor, clamor e clamor para que Deus nos ajude a entender que somos do alto e não daqui.


Grande beijo.